terça-feira, agosto 30, 2005

94. Algo acontece...

Algo acontece quando nasce a manhã,
Quando desponta o sol
E do sorriso nasce a vida!


Quero voar,
Sentir e acreditar!!
No dia que é amanhã,
Na frenética energia…
Do sonho, que vai além da ilusão,
Serenamente saborear…
Infinita e etérea, a magia
Do doce despertar!

Algo acontece… quando nasce a manhã,
Te abraço e me deixo acarinhar…
Tal qual um amante faria!

Algo acontece… quando desponta o sol,
E os olhos brilham cintilantes!
Inesperadamente, nada resta do antes…
Tudo é volátil!
Tudo é fugaz!
No entanto, a excepção existe…
O sorriso de quem sabe…
Sabe como é o aroma!
Sabe como é o cheiro!
Sabe como é o toque!
Da força de ser mais que mortal… eterno!!

Do riso nasce a vida,
o sonho, o amor, a paixão,
o conto, o poema, a canção,
a alegria, o encanto e eu… Tu!

16 comentários:

Tino disse...

Muito bonito e muito intenso,Maria,voltaste cheia de força! uma beijinho grande para ti!

Tino
31.08.05 - 9:15 am

Maria disse...

Obrigada.
Estava na hora de regressar, Tino, e de tentar retomar o ritmo.
Um beijinho grande.
Maria
31.08.05 - 9:20 am

João Mãos de Tesoura disse...

O Tu será um exercício de escrita? Se não for tiveste sentimento, Ah! fadista!
Gostei, o teu amiguito.
João Mãos de Tesoura
01.09.05 - 6:53 pm

Laura Antunes disse...

Algo acontece quando a vida nos corre nas veias, um lindo poema, parabéns. Abraço Laura
Laura Antunes
06.09.05 - 1:06 am

Davide Luau disse...

O maior "riso" que podemos ter provem da alma que sorri por ti e em ti Maria. Fazem parte do teu olhar que é tão verde quanto o mar, num luau de praia aonde a noite se esqueçe de quem não sorri.

Beijos. Davide.

Davide Luau
08.09.05 - 3:17 am

Maria disse...

João, exercício ou não... a imaginação e o sentimento estão sempre inerentes no que escrevemos. Verdade, lindo?!
Beijinho e obrigada.
Maria
14.09.05 - 1:35 pm

Maria disse...

Laura, algo acontece quando nos permitimos ouvir o som cristalino da poesia que é a própria vida. Talvez por isso, tenha escrito este poema... como quem diz: Estou viva!! Deixem-me sonhar, lutar e, mais que vencer... ser!
Obrigada, Laura.
Um beijinho.
Maria
14.09.05 - 1:41 pm

Maria disse...

Davide,
a vida é feitas de risos... Nem sempre os ouvimos. Nem sempre os esboçamos... O que é uma pena!

Obrigada pela visita e pelo comentário.

(Espero, em breve, ler um novo poema, no teu cantinho virtual.)

Beijinhos
Maria
14.09.05 - 1:46 pm

Janine disse...

Então!?

Deste o dia 30 de Agosto que não escreves???

Cheia de Trabalho hein!

Bjs grandes!
Janine
20.09.05 - 8:13 pm

Ricardo Teixeira disse...

Passei para deixar uma beijo...
Saudações Nómadas Maria...

ricardomteixeira
23.09.05 - 12:31 pm

João Mãos de Tesoura disse...

Não há nada como uma alma apaixonada!
Beijos
João Mãos de Tesoura
24.09.05 - 4:27 am

Maria disse...

:S Já sei que ando muito afastada destas lides... e que nem às muitas reclamações tenho respondido.
Parece desculpa mas é a verdade... falta-me tempo!
Não... não se trata de paixões de fim de Verão, de praia a mais ou de outro motivo que não seja muito cansaço!
A promessa de voltar em breve fica desde já registada.

Um beijinho a todos os "amiguitos" que por aqui têm passado.

Até breve.
Maria
06.10.05 - 5:43 pm

Tino disse...

Maria,minha querida,isto está a precisar de ser actualizado! Um grande beijinho para ti miguinha linda!
Tino
09.10.05 - 3:26 pm

Maria disse...

Tino, tens razão... mas, pelos motivos que tu bem sabes, o regresso tem sido adiado.
Este fim-de-semana volto... prometo!
Um beijinho, lindo
Maria
22.10.05 - 11:57 pm

Paulo disse...

Maria,
Posso parecer intrometido, mas não quiz passar sem deixar o meu comentário - Estou pasmo!! - Parabéns e, está claro, gostaria de te conhecer melhor.
Paulo
23.10.05 - 1:00 am

Maria disse...

Paulo, obrigada pela visita e pelo comentário.

Um beijinho
Maria
26.10.05 - 2:21 am